sábado, 6 de junho de 2009

A flexibilidade é fundamental para qualquer tipo de atividade física.

De modo geral as mulheres são mais flexíveis que os homens, essa alteração aparece após os sete ou oito anos de idade, até ambos apresentam corpos igualmente flexíveis. Em torno dos 40 anos tanto homens quanto as mulheres perdem a flexibilidade, uma das causas é pelo fato dos músculos se tornarem curtos, criando desgaste na articulação, sendo assim a pessoa precisará de mais força na realização de atividades.

A flexibilidade é afetada por diversos fatores, entre eles estão: tipo de articulações, disposição dos tendões e ligamentos e aptidão de alongamento do músculo.

A condição psicológica e física como fadiga, tensão, temperatura e ambiente podem influenciar no maior ou menor grau de um aperfeiçoamento físico.


O excesso de flexibilidade pode favorecer o surgimento de contusões e/ou lesões, pois um indivíduo flexível se sente mais confiante, o que leva o mesmo a arriscar mais.

Como melhorar a flexibilidade:
* Sempre alongar antes de qualquer atividade física.
* Respire devagar, permaneça com cada músculo alongado por pelo menos 30 segundos.
* Fique parado durante os alongamentos, para que não ocorra a contração dos músculos.
* Toda vez que alongar acrescente um tempo e sua flexibilidade aumentará sucessivamente.

Formas de medidas e avaliação da flexibilidade:
Testes Angulares: faz uso de instrumentos como o Flexômetro de Leighton.
Testes Adimensionais: usa-se o Teste de Carter e o Flexiteste
Testes Lineares: atividades práticas como: Sentar e alcançar. Extensão de tronco e pescoço, Afastamento Lateral dos membros inferiores

Diferença entre flexibilidade e alongamento:
Flexibilidade: visa obter maiores arcos articulares de movimentos, de um modo mais simplificado é a capacidade em que uma pessoa pratica qualquer movimento com uma amplitude superior da rotineira.
Alongamento: tem em vista a prática dos movimentos com mais vigor e com menor gasto de energia.

O alongamento deve ser feito por todos nós, não requer equipamento especial, nem treinamento. É importante fazer de manhã, antes e depois de atividades físicas ou quando sentir seus músculos com mais tensos. É sempre bom fazer diariamente para melhorar a flexibilidade e com isso ter uma melhor qualidade de vida.

Dicas de como se alongar:
* Respire suavemente.
* Se alonge de forma calma, sem pressa.
* Mantenha uma boa postura.
* Tenha uma regularidade no tempo de cada alongamento. * Jamais prenda a respiração durante os exercícios.
* Nunca exceda o ponto de dor ou desconforto.
* Relaxe durante a execução.

Benefícios:
* Diminui e previne tensões musculares
* Faz com que o corpo tenha um relaxamento
* Melhora a postura
* Ativa a circulação
* Reduz a ansiedade, estresse e a fadiga e melhora a atenção.

Diferença do modo de execução e intensidade:
Método Estático passivo: movimenta o conjunto músculo-articular devagar, mantenhando uma tensão do músculo e sustente - a por alguns segundos (10 a 30 seg.). É o mais indicado para quem deseja aumentar a flexibilidade e a qualidade de vida sem muito desconforto (dor).


Método Estático ativo: alonga-se por um maior alcance espontâneo, usando a eficácia dos músculos que realizam os movimentos (agonistas) e do relaxamento para praticas de atividades físicas que ocorrem paradas bruscas e mudanças ríspidas, como: futebol, handebol, basquetebol.

todo balístico: muito empregado para praticas de atividades físicas, pois consiste num movimento composto. 1ª parte: movimento com força continua. 2ª parte: movimento em posição de inércia sem contração muscular.

Para cada membro do corpo temos alongamentos exclusivos, podem ser para: Tríceps, Lateral, Coluna, Braços, Costas, Abdômen, Peitoral, Deltóide e Glúteos.


Exercícios de treinamento para flexibilidade:

Membros superiores:

Membros Inferiores:

Localizado:


Objetivo: alongar a musculatura posterior da coxa.
Passos: Sente-se em um banco; Mantenha uma perna sobre o banco; A outra perna com o pé apoiado totalmente no chão; Mantenha as costas retas; Leve o tronco à frente, flexionando o quadril, até sentir o alongamento;Repita com a outra perna.



Objetivo: alongar a musculatura posterior da perna.
Passos: Fique em pé com as mãos apoiadas em uma parede e com os cotovelos estendidos;Dê um passo para trás com uma das pernas, e mantenha os pés totalmente apoiados no chão; Flexione levemente o joelho da perna que está atrás; Repita com a outra perna.



Objetivo: alongar os pulsos
Passos: Junte as mãos, tocando uma palma na outra; Lentamente levante os cotovelos até ficarem paralelos ao solo, e mantenha as mãos juntas; Mantenha a posição.



Objetivo: alongar os músculos da parte anterior da coxa.
Passos: Deite de lado no chão; Flexione o joelho da perna de cima; Segure no calcanhar da perna flexionada; Lentamente puxe a perna flexionada até alongar os músculos da parte anterior; Mantenha a posição; Inverta a posição e repita com a outra perna.



Objetivo: alongar o quadril.
Passos: Deite de costas no chão com os joelhos flexionados; Mantenha os ombros em contato com o chão; Mantendo os joelhos unidos, baixe lateralmente as pernas para um dos lados; Volte as pernas para cima; Repita com o outro lado.



Objetivo: alongar os ombros.
Passos: Deite de costas no chão com uma almofada embaixo dos joelhos;
Estenda os braços para os lados; Flexione os cotovelos até formarem um ângulo reto, com as mãos para cima; Gire os ombros, tentando colocar os antebraços ao lado da cabeça; Gire no outro sentido, tentando colocar os antebraços ao lado do corpo; Mantenha os ombros em contato com o chão.



Objetivo: alongar o pescoço.
Passos: Deite de costas no chão; Apoie a cabeça em um livro grosso; Vire a cabeça de um lado para o outro, mantendo a posição em cada lado.



Objetivo: alongar o tornozelo.
Passos: Sente em uma cadeira; Estenda as pernas para frente, mantendo os calcanhares no chão; Flexione os pés, apontando os artelhos para frente; Flexione os pés, apontando os artelhos para trás.



Objetivo: alongar o músculo posterior do braço.
Passos: Segure uma toalha com uma das mãos; Levante o braço e flexione o cotovelo, fazendo a toalha ficar atrás das costas; Com a outra mão, segure a ponta da toalha que está livre; Suba a mão de baixo pouco a pouco, tentando alcançar o ponto mais alto possível; Inverta a posição.

De quanta flexibilidade precisamos?
Isso só depende de diversos de fatores como: idade, sexo, estilo de vida, entre outras. Tendo como exemplo muitas mulheres que são hiper-flexíveis nos adutores (músculos da coxa)
A flexibilidade excessiva não só afeta a estabilidade, mas também, pode diminuir a força.

Como podemos determinar quais músculos necessitam de flexibilidade?
Pelo fato de ser um problema pessoal, uma excelente idéia, a mais recomendada é consultar um profissional qualificado, para ficar a par dos músculos que realmente devem ser trabalhados, a carga e a frequencia que devem ser realizados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário